Ricardo Campos

Ricardo Campos é investigador principal e membro da direcção do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (CICS.Nova) e professor convidado no Mestrado em Relações Interculturais (Universidade Aberta). É membro fundador e cocoordenador da Rede Luso-Brasileira de pesquisa em Artes e Intervenções Urbanas (RAIU), Coordenou os projectos Artcitizenship – Young people and the arts of citizenship: activism, participatory culture and creative practices (2019-2022), TransUrbArts – Emergent Urban Arts is Lisbon and São Paulo (2016-2020) ambos com o apoio financeiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Ao longo dos anos tem realizado pesquisa em vários centros de investigação, em torno das temáticas das culturas juvenis urbanas, da arte urbana, dos media digitais, da antropologia visual e da cultura visual, tendo diversos capítulos de livros e artigos em revistas nacionais e internacionais sobre estes temas. É autor das obras “Arte(s) Urbana(s)” (com Sílvia Câmara, editora Húmus, 2020) “Introdução à cultura Visual. Abordagens teóricas e metodológicas” (Mundos Sociais, 2013), “Porque pintamos a cidade? Uma abordagem etnográfica ao graffiti urbano” (Fim de Século, 2010). É co-organizador dos livros: “(Re)Encantar o mapa: fantasmas, imaginários, prefigurações” (com Gabriela Leal e Andrea Pavoni, Fora de Jogo, 2024), “A arte de construir cidadania: juventude, práticas criativas e ativismo.” (com Alix Sarrouy e José Simões, Tinta da China, 2022); “Exploring Ibero-American Youth Cultures in the 21st Century. Creativity, Resistance and Transgression in the City” (com Jordi Nofre, Palgrave Macmilan, 2021); “Political Graffiti in Critical Times: The Aesthetics of Street Politics”. (com A. Pavoni e Y. Zaimakis, Berghahn Books, 2021), Transglobal Sounds. Music, Younth and Migration, (com João Sardinha, Bloomsbury Academic Publishing, 2016),”Popular & Visual Culture: Design, Circulation and Consumption” (com Clara Sarmento, Cambridge Scholars Publishing, 2014) e “Uma cidade de Imagens” (com Andrea Brighenti e Luciano Spinelli, Mundos Sociais, 2011).